A Orquestra de Ouro Preto agora é residente do SESC Palladium!

Eu amo a Orquestra Sinfônica de Ouro Preto e todos sabem disso. As apresentações são emocionantes e os repertórios são sempre maravilhosos. Então fiquei muito feliz com a novidade que eles anunciaram na semana passada, em um café para jornalistas e blogueiros: agora eles são residentes do SESC Palladium.

Gerente geral de cultura do Sesc em Minas Gerais, Eliane Parreiras; gerente de cultura do Sesc Palladium, Janaína Cunha; Maestro Rodrigo Toffolo.
Foto: Íris Zanetti

Isso significa que todos os concertos serão apresentados no teatro e que a orquestra, que também completou 18 anos, terá um ponto de apoio para desenvolver novos projetos e atividades.

A programação do ano já foi divulgada e está bem intensa:

18 de março: Estreia de Orquestra de Ouro Preto – The Beatles Volume 2;

8 de abril: Valencianas, com Alceu Valença e Orquestra de Ouro Preto;

13 de Maio: CPLP – Comunidade de Língua Portuguesa;

10 de junho: Lançamento do DVD Música para Cinema;

8 de julho: Concerto A Rússia e o Brasil – A música de Tchaikovisky e Villa-Lobos;

12 de agosto: Ressurreição – Chico Mário 70 anos;

9 de setembro: Quem perguntou por mim: Orquestra de Ouro Preto e Fernando Brant;

14 de Outubro: O Pequeno Príncipe;

11 de novembro: O Circo de Charles Chaplin;

16 de dezembro: Especial de Natal.

Para não perder nada eu recomendo que você fique atento às datas de início das vendas dos ingressos, porque eles sempre esgotam, já que quem conhece não perde e o preço é popular. Minha dica é acompanhar as publicações do SESC Palladium e da Orquestra de Ouro Preto nas redes sociais, que eles informam tudo por lá.

Foto: Íris Zanetti

Além de assistir aos concertos, os interessados também poderão participar de um bate-papo com o Maestro Rodrigo Tofolo. A ação, intitulada “Fala, Maestro”, permite que o público conheça mais sobre a música erudita e entenda mais sobre a estrutura de uma orquestra, a criação dos conteúdos, a história das músicas etc. Os encontros acontecerão nos dias dos shows, sempre 30 minutos antes do início de cada um deles.

Você acha que é só isso? Não, tem mais… Agora a Orquestra tem uma cerveja para chamar de sua e você pode encontrá-la em bares e empórios da cidade. A cerveja Orquestra de Ouro Preto foi desenvolvida com a Vinil e é uma German Ale, leve e refrescante, que materializa, em sabor, nossa excelência e a versatilidade da cerveja artesanal mineira.

Desejo sucesso à Orquestra e vida longa a essa parceria com o Sesc Palladium. É uma alegria saber que agora tenho local fixo para assistir a todas as apresentações!

E a cerveja? Bom, já tomei a minha e aprovei!

Beijos, Isabela.

Deixe uma resposta