Caminhando pela noite de Ouro Preto

IMG_6372Existem diversos roteiros para se fazer em Ouro Preto e o que você vai ver depende totalmente de seus gostos e objetivos. São muitas igrejas, algumas fontes, museus e minas espalhados pela cidade. Mas sobre tudo isso, não falaremos. Aqui farei apenas um relato de algumas experiências sobre a noite na antiga capital mineira.

O clima das montanhas não me é comum. Com suas construções coloniais dispostas na montanha, Ouro Preto permite um choque visual para quem mora em cidades mais novas. Muitas cidades no interior de Minas dispõem de casas no mesmo estilo, mas o que surpreende em Ouro Preto é o tamanho e a conservação do centro histórico. Caminhar, à noite, permite perceber detalhes ocultos pela luz do dia.

Logo na praça Tiradentes, o Museu da Inconfidência recebe uma iluminação bastante interessante. Nesta visita, a cidade recebeu o CineOP, e um telão alterou a paisagem. Sem o telão, senta-se ao pé do monumento de Tiradentes e é possível observar os transeuntes, bater papo e fazer uma horinha. Sem dúvida um programa delicioso e interessante para muitos turistas.

IMG_6937

Descendo pela rua Conde de Bobadela, à direita de quem está de frente para o museu, existem vários bares e restaurantes, dentre os quais o Escadabaixo, no qual estivemos no sábado a noite. O clima frio é um convite para um bom vinho ou uma boa cachaça, como é tradição na cidade, e opções de lugares para ir certamente não vão faltar.

IMG_6922

Outra opção bastante interessante é ir em algum mirante. Na visita que fiz à cidade alguns anos atrás, fui ao Mirante do Morro São Sebastião e contemplei a cidade a noite. Dessa vez, optei por vislumbrar a cidade no Mirante das Lajes, na rua Conselheiro Quintiliano, que apesar de ter uma vista um pouco mais próxima, economiza bem as pernas (a subida a pé no Morro São Sebastião é uma aventura à parte!).

IMG_6966

Não sou um grande conhecedor da cidade, então a intenção desse post foi apenas descrever algumas de minhas experiências nessa cidade fantástica, e sugerir programas que podem ser interessantes para as pessoas mais noturnas.

Se você possui mais histórias e informações sobre a noite ouropretana, por favor, compartilhe nos comentários.

Até a próxima aventura, Fernando!

Deixe uma resposta